Logo-Depois-do-Altar

2 Erros mais comuns que as pessoas cometem ao lutar 
por seu casamento

Você quer lutar pelo seu casamento, ok! Dou o maior apoio, mas antes de começar a fazer isso, você precisa saber a diferença entre amor e paixão.
Exemplo de imagem
O cérebro apaixonado libera uma enxurrada de compostos químicos que foi apelidado carinhosamente pela neurobiologia como “dança da paixão”.
Os principais compostos liberados na corrente sanguínea quando estamos apaixonados são a serotonina (5HT), noradrenalina (NA) e dopamina (DOPA). 

O aumento de 5HT ocorre sempre que precisamos nos manter focados em alguma atividade, tais como: época de provas na faculdade, prazos para cumprir metas no trabalho etc. No caso do cérebro apaixonado a serotonina (5HT) faz o mesmo, agora você entende, porque a pessoa apaixonada não pensa em outra coisa a não ser aquele por quem ele(a) esta encantando(a). 
  
A noradrenalina (NA), é aumentada sempre que estamos diante de uma situação de perigo ou estresse, ela que aumenta os batimentos cardíacos fazendo o sangue fluir mais rápido para que todo o corpo seja cheio de oxigênio, entendeu porque os apaixonados aceleram o coração só de ver a outra pessoa? 

Já a Dopa está ligada as sensações mais prazerosas, a dopamina é altamente viciante, todos nós de certa maneira procuramos doses de dopamina, alguns buscam nas atividades físicas que liberam dopamina após exercícios, outros buscam cigarros e outras drogas etc Em curtas palavras, a Dopamina nos faz felizes, mas é ela que pode fazer você comer chocolate apesar de estar acima do peso, viciar em drogas, apesar de saber que elas podem “corroer” o seu cérebro ou ainda dizer que aquele sujeito é o homem da sua vida, apesar dele ter 40 anos, morar na casa da mãe e nunca ter se mantido em um emprego por mais de 3 meses. 

O problema é que ninguém vive apaixonado o tempo todo e segundo especialistas os efeitos podem durar no máximo 2 anos e meio. Após esse período os hormônios retornam ao normal e a pessoa volta a ser o que era, ou seja, ela não vai prestar tanta atenção em você, ela vai deixar de contar os minutos para te ver e sua presença não será mais tão viciante como antes, nesse momento muitos casais começam a se desentenderem, porém continuam tentando, até que um dia acordam e percebem que o amor acabou. 

Não foi o amor que acabou, mas a paixão foi embora e você não percebeu. Agora ambos para se agradarem precisaram fazer um esforço consciente, deverão descobrir o que mais agrada o outro, não estarão mais sobre os efeitos químicos, por isso, precisarão empenhar esforço e trabalho para abrir mãos de suas vontades e proporcionar alegria para a outra pessoa. 
 
Portanto, da mesma maneira que a menopausa provoca calores, sudorese e irritabilidade devido a efeitos hormonais, uma pessoa apaixonada tem seus níveis de compostos químicos (NA, 5HT, Dopa) elevados, sendo assim, nossa forma de agir durante a fase da paixão jamais será a mesma quando ela passar.

Imagem de:
https://br.freepik.com/fotos/homem'>Homem foto criado por luis_molinero - br.freepik.com
   QUEM SÃO MAURÍCIO E THALITA ?
amor-vs-paixão
Maurício e Thalita tem como missão ajudar o maior numero de casais a resolverem conflitos no casamento e restaurar o amor conjugal. Acreditam que o casamento é projeto de Deus e com a orientação certa qualquer casal pode voltar a se amar. Cristão a 18 anos, Maurício é bacharel em teologia, professor de bíblia e especialista em aconselhamento pastoral. Vivendo um amor que já dura 10 anos, juntos conduziram um projeto científico sobre "As causas de conflitos entre casais e como resolvê-las", obtendo a nota máxima de aprovação e ficando em primeiro lugar no ano de 2018 entre todos os trabalhos apresentados no mais importante Seminário do Litoral Paulista. São autores do livro "Como eliminar discussões e salvar seu casamento, mesmo que já tenha caído na rotina" são fundadores do site Depois do Altar, a plataforma online que reúne dicas de relacionamento, sexualidade, finanças, espiritualidade e muito mais aplicado ao casamento.